Drake não quer Grammys que ganhou “Não quero ser alienado”

A edição do Grammy esse ano teve muitas polêmicas, começando com Frank Ocean que não indicou seus discos para a premiação e também da vitória de Adele sobre Beyoncé. Drake, que boicotou a cerimônia junto com Kanye West e Bieber levantou uma outra controvérsia no último final de semana.

Em entrevista na OVO Sound Radio, o rapper fez duras reclamações sobre o Grammy ter classificado o hit “Hotline Bling” como rap, o que fez ele sair vencedor de duas indicações, Drizzy também reclamou por seu megahit “One Dance” que dominou as rádios no ano passado não ter recebido se quer uma indicação.

“Mesmo que ‘Hotline Bling’ não seja uma música de rap, a única categoria que eles conseguem me encaixar é uma categoria de rap. Talvez porque eu tenha feito rap no passado ou porque eu sou negro, eu não consigo descobrir o porquê. Eu ganhei dois prêmios, mas eu nem os quero, porque só me sinto estranho com eles por alguma razão. Sinto-me quase alienado, ou como se estivessem tentando me alienar propositadamente, fazendo-me ganhar prêmios rap, ou me acalmar me entregando algo e me colocando nessa categoria porque é o único lugar onde eles acham que podem me colocar “, desabafou o cantor.

Drake tinha oito indicações na última cerimônia do Grammy, incluindo melhor álbum com “Views”. O 6God foi eleito o vencedor nas categorias melhor performance rap e melhor canção rap, ambas com “Hotline Bling”.

Na entrevista de quase uma hora, Drizzy revelou que luta para ser levado a sério como um artista negro canadense cobrindo vários gêneros. “Eu sempre me sinto como se tivesse atrás, geralmente porque eu não sou americano. Eu acho que talvez tenha algo a ver com o fato de que eu tenho uma composição bastante eclética. Eu tenho muitas misturas dentro de mim, sou judeu, mas no fim das contas, quando se trata de todo o resto, sou negro”, contou.

Drake sobre One Dance:

“Eles têm obrigações pop, e eu tive o azar de ficar de fora. Eu fiquei de fora e tenho uma das maiores canções do ano que é uma música pop e estou orgulhoso disso. Eu amo o mundo do rap e adoro a comunidade de rap. Eu escrevo canções pop por um motivo. Eu quero ser como Michael Jackson. Eu quero ser como artistas em que me inspiro. Essas são músicas pop, mas eu nunca recebo qualquer crédito por isso”